Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
8/03/24 às 15h36 - Atualizado em 8/03/24 às 15h36

Palestra apresenta avanços da Inteligência Artificial em diferentes áreas

 

Foto: Agência Brasília

 

O uso da inteligência artificial (IA) nas áreas de educação, saúde, justiça e meio ambiente e os avanços da tecnologia foram os temas da palestra realizada nesta quinta-feira (7) no Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), na Granja do Torto, como parte da programação do Movimento Inspira Brasília promovido pelo Governo do Distrito Federal (GDF).

 

“Na verdade, essa é uma tecnologia que invadiu as nossas vidas e está, cada vez mais, em todas as áreas. Então essa é uma discussão, do ponto de vista de governo, fundamental para que possamos colocar a IA em serviços públicos, melhorando a vida do cidadão. Também é importante sob a perspectiva de levar informação para empresários e estudantes”, afirma o secretário de Ciência, Tecnologia e Informação, Leonardo Reisman.

 

O GDF vem investindo desde o ano passado no ramo de IA. Em setembro, o decreto nº 44.969 instituiu um grupo de trabalho com a finalidade de promover estudos e elaborar proposições visando à viabilização de implementação de solução tecnológica e inovadora para a criação de um laboratório de inteligência artificial aplicada no Distrito Federal. Estão sendo investidos R$ 20 milhões por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF).

 

Compartilhar conhecimento

 

A palestra do Movimento Inspira Brasília contou com os principais nomes do desenvolvimento da tecnologia no Distrito Federal, como o professor Bruno Ferreira, o dentista André Leite, a engenheira Natália Borges e o jurista Ricardo Pinheiro.

 

“Trouxemos especialistas que estão trabalhando com isso em diversas áreas. A nossa proposta é mostrar que existem soluções sendo desenvolvidas dentro do DF”, explica o coordenador técnico do Grupo de Trabalho de Inteligência Artificial do GDF e professor da Universidade do Distrito Federal (UnDF), Ricardo Sampaio.

 

Ao longo da tarde, os especialistas no segmento apresentaram as novidades e as aplicações da IA, como um sistema para ensino da educação ambiental, um algoritmo de alerta de incêndio inteligente e uma tecnologia de armazenamento de peças processuais. Todas pesquisas criadas, desenvolvidas e aplicadas na capital federal.

 

Natan Gabriel Santos Diniz, 19 anos, é estudante de sistema de informação na UnDF e foi conferir a palestra por se interessar pelo tema. “Trata da minha área e nesse momento estou estudando o cenário da inteligência artificial na minha graduação. Além de gostar, estou aproveitando a oportunidade”, comenta. Para ele, a relevância da tecnologia foi outro atrativo. “É um ponto muito atual. Acho muito interessante ver essa nova perspectiva no Distrito Federal”, acrescenta.

 

Já com o pensamento de ampliar os negócios e compartilhar conhecimentos, o cofundador da startup Cria Incubator Vinícius Aguiar, 22, esteve no bate-papo. À frente de uma empresa que também utiliza a inteligência artificial, ele destacou a importância do evento. “Isso aqui é excelente, porque é uma oportunidade para o nosso país acordar para essa tecnologia e mudar. Então é bom estarmos aqui para demonstrarmos nossa opinião e somar com a deles”, defendeu.

 

Fonte: Agência Brasília